PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
Rua Pedro Caboclo Alvarenga- Conjunto Arsênio Alves- Boa Ventura- Paraiba- Brasil

"Criança Evangelizada Hoje, Homem de Bem Amanhã"

PROGRAMA PENSE NISSO

PROGRAMA PENSE NISSO
PROGRAMA PENSE NISSO . De segunda á sexta, 17 horas . Na Rádio Boa Nova de Itaporanga- CLIQUE NA IMAGEM E OUÇA A RÁDIO

A Memória e o Tempo


A Memória e o Tempo
(Reynollds Augusto)

Ontem dia 22 de maio, sexta-feira, na Radío Boa Nova FM de Itaporanga (17:00 h), nós discutimos no programa MÚSICA E MENSAGEM, um tema de extrema importância para todos nós. Falamos sobre o tempo, companheiro da vida.

O programa tem como âncora Reynollds Augusto e como debatedor o querido confrade Kelson.

Foi feito uma análise da letra da música “Como uma Onda”, de autoria do compositor Lulu Santos e Nelson Mota. A batida da música é “gostosa” e nos transmite uma sensação de saudades.

“Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia, tudo passa, tudo sempre passará”.

Falamos da brevidade da vida física e que ela passa tão rápido, mas tão rápido, que nos dá uma impressão que tudo não passou de um sonho e concluímos que quando menos esperamos, já estamos “mortos” ou mais judiciosamente, desencarnados.

Albert Einstein já defendera a relatividade do tempo. Se nós estivermos em uma festa que nos satisfaça, seis ou sete horas, nos dá uma sensação de ter passado alguns minutos, mas se estivermos na fila de um banco, alguns minutos a mais, parece horas.
A simbologia bíblica nos diz que Deus criara o nosso planeta Terra em seis dias e descansou no sétimo. E tem gente ainda que acredita disso, sob pretexto de fé. Os dias que a bíblia se refere são períodos de milhões e milhões de anos, que para Deus são alguns minutos, ou algumas poucas horas. O fato é que o tempo, convenção humana, de uma forma ou de outra, passa e daqui a pouco todos nós, eu e você já nos transformamos em história.

O pensador iluminista Voltaire, disse certa feita: “Nada é mais longo que o tempo, porque é a medida da eternidade. Nada é mais breve, porque falta para todos os nossos planos. Nada é mais lento para quem espera. Nada é mais rápido para quem se diverte”. Com essa frase ele disse tudo.

A grande verdade é que o tempo é relativo e ás vezes nos parece curto e ás vezes longo. Mas o fato é que ele apenas é. E como ele se apresenta como a medida da eternidade, vai aquela pergunta básica: O que você está fazendo de sua vida? Está gastando suas energias para ir em busca do essencial ou vive usando essa medida para “correr atrás de ilusões” que trás sofrimento. Aliás, uma das ferramentas que Deus usa para impulsionar o homem á evolução é a DESILUSÃO. A desilusão é uma grande mestra, pois só se desilude quem está iludido. É uma espécie de miragem que leva o homem à derrocada.

Comentávamos que parece que foi ontem que estávamos brincando pelas ruas de nossa querida Itaporanga, correndo pelas avenidas, subindo nos “pés” de castanholas, acordando na madrugada para apanhar os frutos apetitosos nas saudosas árvores que quase não existem mais por aqui. O Tempo delas já passou, como o nosso também está passando.

Quando eu era pequeno eu sempre fui um garoto medroso. Tinha medo de escuro e principalmente de passear nas rodas gigantes dos parques que vez por outra aportavam na cidade. Naquela época eles não se instalavam próximo ao centro e sim na Avenida Pedro Américo, mais precisamente de frente à Rodoviária Velha.

Certo dia meu saudoso Pai, Ademar Augusto, decidiu que eu teria que enfrentar esse medo, pois o medo enraíza o ser humano, não permitindo que ele voe em busca de seus sonhos. Nesse dia, me puxou pela mão para o parque e disse:

- Eu estou aqui. Não tenha medo. Tudo vai dar certo.

Meu medo aumentou... Mas eu estava com o meu herói e resolvi, sob pressão, acabar com a questão de uma vez. Fui, tremi e á medida que a roda subia, segurado na mão de meu pai, o danado do medo se foi. Ví a vida do alto e tudo parecia mágico. Passei no teste e hoje eu tenho medos reais, mas não tenho medos imaginários. Talvez tenha sido por isso que consegui, depois de muito sacrifício, concluir o curso de direito na cidade de Sousa-Pb, muito distante de Itaporanga, depois de uma acidente que quase me tirou a vida. Esse episódio da infância serviu para eu vencesse os desafios existências. Ainda está na minha mente o refrão da música que tocava na vitrola do parque, que era transmitida pelos projetores afixados na lateral da Roda Gigante: “(...) “onde estão teus olhos negros”... onde estão teus olhos negros...” Faz uns 33 (trinta e três anos). Parece que foi ontem.

Aproveitemos o tempo que nos resta para crescermos em espírito. A sabedoria e o amor são as duas asas que levam o homem á felicidade. A Vida é como a música diz: no indo e vindo infinito”. Deus criou os espíritos, todos nós, simples e ignorantes. Ignorantes no sentido de não sabermos de nada, mas daí para frente é por nossa conta. Precisamos ter a real dimensão do que realmente somos. Nossa individualidade não se resume a esse Rg e esse CPF. Somos espíritos na estrada da evolução e que quando voltarmos ao mundo espiritual, recobraremos a consciência plena, sabendo por que estamos aqui, de onde viemos e para onde vamos .

PENSE NISO! MAS PENSE AGORA... E NÃO PERCA TEMPO!

Nenhum comentário: