PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO
PENSE NISSO! MAS PENSE AGORA MESMO

"CENTRO ESPÍRITA SEAREIROS DO BEM - HÁ 25 ANOS EVANGELIZANDO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE"

PROGRAMA PENSE NISSO

PROGRAMA PENSE NISSO
PROGRAMA PENSE NISSO . De segunda á sexta, 17 horas . Na Rádio Boa Nova de Itaporanga- CLIQUE NA IMAGEM E OUÇA A RÁDIO

ELUCIDAÇÕES IMPORTANTES

 

ELUCIDAÇÕES IMPORTANTES

O Espiritismo não é nem uma concepção pessoal, nem o resultado de umsistema preconcebido. É a resultante de milhares de observações feitasem todos os pontos do globo, e que convergiram para o centro que ascoligiu e coordenou. Todos esses princípios constituintes, sem exceção,são deduzidos da experiência. A experiência sempre precedeu a teoria...

Nas lutas que teve de sustentar, as pessoas imparciais se deram conta desua moderação; jamais usou de represálias contra os seus adversários,nem restituiu injúria por injúria.

O Espiritismo é uma doutrina filosófica que tem conseqüências
religiosas, como toda doutrina espiritualista; por isso mesmo toca
forçosamente às bases fundamentais de todas as religiões: Deus, a alma e a vida futura; mas não é, uma religião constituída, tendo em vista que não tem nem culto, nem rito, nem templo, e que, entre os seus adeptos, nenhum tomou ou recebeu o título de sacerdote ou de sumo-sacerdote.Essas qualificações são pura invenção da crítica...

O Espiritismo proclama a liberdade de consciência como um direito
natural: reclama-a para os seus, como para todo o mundo. Respeita todasas convicções sinceras, e pede para si a reciprocidade...

Conseqüente com os seus princípios, o Espiritismo não se impõe a
ninguém; quer ser aceito livremente e por convicção. Expõe suas
doutrinas e recebe aqueles que vêm a ele voluntariamente.

Não procura desviar ninguém de suas convicções religiosas; não se dirigeàqueles que têm uma fé, e a quem essa fé basta, mas àqueles que, nãoestando satisfeitos com aquilo que se lhe deu, procuram alguma coisamelhor.

(Transcrito do Livro Obras Póstumas - Allan Kardec)

Nenhum comentário: